Sábado da II Semana da Quaresma

Laudes

introdução
ouvir:

V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R.
Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
Esta introdução se omite quando o Invitatório precede imediatamente ao Ofício das Leituras.

Hino

Ó Cristo, sol de justiça,
brilhai nas trevas da mente.
Com força e luz, reparai
a criação novamente.

Dai-nos, no tempo aceitável,
um coração penitente,
que se converta e acolha
o vosso amor paciente.

A penitência transforme
tudo o que em nós há de mal.
É bem maior que o pecado
o vosso dom sem igual.

Um dia vem, vosso dia,
e tudo então refloresce.
Nós, renascidos na graça,
exultaremos em prece.

A vós, Trindade clemente,
com toda a terra adoramos,
e no perdão renovados
um canto novo cantamos.

Salmodia

Ant. 1 Anunciamos de manhã vossa bondade,
e o vosso amor fiel, a noite inteira.

Salmo 91(92)
ouvir:
Louvor ao Deus Criador

Louvores se proclamam pelos feitos do Cristo (Sto. Atanásio).

2 Como é bom agradecermos ao Senhor *
e cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo!
3 Anunciar pela manhã vossa bondade, *
e o vosso amor fiel, a noite inteira,
4 ao som da lira de dez cordas e da harpa, *
com canto acompanhado ao som da cítara.

5 Pois me alegrastes, ó Senhor, com vossos feitos, *
e rejubilo de alegria em vossas obras.
6 Quão imensas, ó Senhor, são vossas obras, *
quão profundos são os vossos pensamentos!

7 Só o homem insensato não entende, *
só o estulto não percebe nada disso!
8 Mesmo que os ímpios floresçam como a erva, *
ou prosperem igualmente os malfeitores,
– são destinados a perder-se para sempre. *
9 Vós, porém, sois o Excelso eternamente!

=10 Eis que os vossos inimigos, ó Senhor, †
eis que os vossos inimigos vão perder-se, *
e os malfeitores serão todos dispersados.

11 Vós me destes toda a força de um touro, *
e sobre mim um óleo puro derramastes;
12 triunfante, posso olhar meus inimigos, *
vitorioso, escuto a voz de seus gemidos. 

13 O justo crescerá como a palmeira, *
florirá igual ao cedro que há no Líbano;
14 na casa do Senhor estão plantados, *
nos átrios de meu Deus florescerão.

15 Mesmo no tempo da velhice darão frutos, *
cheios de seiva e de folhas verdejantes;
16 e dirão: 'É justo mesmo o Senhor Deus: *
meu Rochedo, não existe nele o mal!'

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Anunciamos de manhã vossa bondade,
e o vosso amor fiel, a noite inteira.

Ant. 2 Vinde todos e dai glória ao nosso Deus!

Cântico Dt 32,1-12

Os benefícios de Deus ao povo

Quantas vezes quis reunir teus filhos, como a galinha reúne os pintinhos debaixo das asas! (Mt 23,37).

1 Ó céus, vinde, escutai; eu vou falar, *
ouça a terra as palavras de meus lábios!
2 Minha doutrina se derrame como chuva, *
minha palavra se espalhe como orvalho,
– como torrentes que transbordam sobre a relva *
e aguaceiros a cair por sobre as plantas.

3 O nome do Senhor vou invocar; *
vinde todos e dai glória ao nosso Deus!
4 Ele é a Rocha: suas obras são perfeitas, *
seus caminhos todos eles são justiça;
– é ele o Deus fiel, sem falsidade, *
o Deus justo, sempre reto em seu agir.

5 Os filhos seus degenerados o ofenderam, *
esta raça corrompida e depravada!
6 É assim que agradeceis ao Senhor Deus, *
povo louco, povo estulto e insensato?
– Não é ele o teu Pai que te gerou, *
o Criador que te formou e te sustenta?

7 Recorda-te dos dias do passado *
e relembra as antigas gerações;
– pergunta, e teu pai te contará, *
interroga, e teus avós te ensinarão.

8 Quando o Altíssimo os povos dividiu *
e pela terra espalhou os filhos de Adão,
– as fronteiras das nações ele marcou *
de acordo com o número de seus filhos;
9 mas a parte do Senhor foi o seu povo, *
e Jacó foi a porção de sua herança.

10 Foi num deserto que o Senhor achou seu povo, *
num lugar de solidão desoladora;
– cercou-o de cuidados e carinhos *
e o guardou como a pupila de seus olhos.

11 Como a águia, esvoaçando sobre o ninho, *
incita os seus filhotes a voar,
– ele estendeu as suas asas e o tomou, *
e levou-o carregado sobre elas.
12 O Senhor, somente ele, foi seu guia, *
e jamais um outro deus com ele estava.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Vinde todos e dai glória ao nosso Deus!

Ant. 3 Ó Senhor, nosso Deus, como é grande
vosso nome por todo o universo!

Salmo 8
ouvir:
Majestade de Deus e dignidade do homem

Ele pôs tudo sob os seus pés e fez dele, que está acima de tudo, a Cabeça da Igreja (Ef  1,22).

2 Ó Senhor nosso Deus, como é grande *
vosso nome por todo o universo! 

Desdobrastes nos céus vossa glória *
com grandeza, esplendor, majestade.
=3 O perfeito louvor vos é dado †
pelos lábios dos mais pequeninos, *
de crianças que a mãe amamenta.

– Eis a força que opondes aos maus, *
reduzindo o inimigo ao silêncio.
4 Contemplando estes céus que plasmastes *
e formastes com dedos de artista;

– vendo a lua e estrelas brilhantes, *
5 perguntamos: 'Senhor, que é o homem,
– para dele assim vos lembrardes *
e o tratardes com tanto carinho?'

6 Pouco abaixo de Deus o fizestes, *
coroando-o de glória e esplendor;
7 vós lhe destes poder sobre tudo, *
vossas obras aos pés lhe pusestes:

8 as ovelhas, os bois, os rebanhos, *
todo o gado e as feras da mata;
9 passarinhos e peixes dos mares, *
todo ser que se move nas águas.

10 Ó Senhor nosso Deus, como é grande *
vosso nome por todo o universo!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ó Senhor nosso Deus, como é grande
vosso nome por todo o universo!

Leitura breve             Is 1,16-18

Lavai-vos, purificai-vos. Tirai a maldade de vossas ações de minha frente. Deixai de fazer o mal! Aprendei a fazer o bem! Procurai o direito, corrigi o opressor. Julgai a causa do órfão, defendei a viúva. Vinde, debatamos – diz o Senhor. Ainda que vossos pecados sejam como púrpura, tornar-se-ão brancos como a neve. Se forem vermelhos como o carmesim, tornar-se-ão como lã.

Responsório breve

R. O Sangue de Jesus nos purifica,
* De todos nossos erros nos liberta. R. O Sangue.
V. Vinde ver os grandes feitos do Senhor! * De todos.
Glória ao Pai. R. O Sangue.

CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79
Versão em latim  - clique aqui

Ant. Meu pai, eu pequei contra o céu e contra ti!
Não mereço ser teu filho, quero ser teu empregado!

O Messias e seu Precursor

68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,

70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.

72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos
74 que, libertos do inimigo,
= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.

=
76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,
77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;

78 pela bondade e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
79
para iluminar a quantos jazem entre as trevas *
= e na sombra da morte estão sentados 
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Meu pai, eu pequei contra o céu e contra ti!
Não mereço ser teu filho, quero ser teu empregado!

Preces

Demos graças a Cristo nosso Salvador, sempre e em toda parte; e supliquemos com toda a confiança:

R. Socorrei-nos, Senhor, com a vossa graça!

Ajudai-nos a conservar sem mancha os nossos corpos,
para que sejam digna morada do Espírito Santo. R.

Despertai em nós, desde o amanhecer, o desejo de nos sacrificarmos pelos nossos irmãos,
e de cumprirmos a vossa vontade em todas as atividades deste dia. R.

Ensinai-nos a procurar o pão da vida eterna,
que vós mesmo nos ofereceis. R.

Interceda por nós a vossa Mãe, refúgio dos pecadores,
para alcançarmos o perdão dos nossos pecados.

(intenções livres)

Pai nosso.
ouvir:
Versão em latim  - clique aqui

Oração

Ó Deus, que pelos exercícios da Quaresma já nos dais na terra participar dos bens do céu, guiai-nos de tal modo nesta vida, que possamos chegar à luz em que habitais. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.