Hora Média
Oração das Doze Horas (Hora Sexta)

introdução
ouvir:

V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.
 
 

Hino

Na mesma hora em que Jesus, o Cristo,
sofreu a sede, sobre a cruz pregado,
conceda a sede de justiça e graça
a quem celebra o seu louvor sagrado.

Ao mesmo tempo ele nos seja a fome
e o Pão divino que a Si mesmo dá;
seja o pecado para nós fastio,
só no bem possa o nosso gozo estar.

A unção viva do divino Espírito
impregne a mente dos que cantam salmos;
toda frieza do seu peito afaste,
no coração ponha desejos calmos,

Ao Pai e ao Cristo suplicamos graça,
com seu Espírito, eterno Bem;
Trindade Santa, protegei o orante,
guardai o povo em caridade. Amém.

Salmodia
-- salmodia complementar --

Ant. Por minha vida, diz o Senhor,
não quero a morte do pecador,
mas que ele volte e tenha vida.

 

Salmo 118(119),25-32
IV (Daleth)
ouvir:


Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei

Ao entrar no mundo, afirma: Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade (Hb 10,5.7).

25 A minha alma está prostrada na poeira, *
vossa palavra me devolva a minha vida!
26 Eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

27 Fazei-me conhecer vossos caminhos, *
e então meditarei vossos prodígios!
28 A minha alma chora e geme de tristeza, *
vossa palavra me console e reanime!

29 Afastai-me do caminho da mentira *
e dai-me a vossa lei como um presente!
30 Escolhi seguir a trilha da verdade, *
diante de mim eu coloquei vossos preceitos.

31 De coração quero apegar-me à vossa lei; *
ó Senhor, não me deixeis desiludido!
32 De vossos mandamentos coro a estrada, *
porque vós me dilatais o coração.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Salmo 25(26)

Prece confiante do inocente

Em Cristo, Deus nos escolheu para que sejamos santos e irrepreensíveis (Ef 1,4).

1 Fazei justiça, ó Senhor: sou inocente, *
e confiando no Senhor não vacilei.
2 Provai-me, ó Senhor, e examinai-me, *
sondai meu coração e o meu íntimo!

3 Pois tenho sempre vosso amor ante meus olhos; *
vossa verdade escolhi por meu caminho.
4 Não me assento com os homens mentirosos, *
e não quero associar-me aos impostores;
5 eu detesto a companhia dos malvados, *
e com os ímpios não desejo reunir-me.

6 Eis que lavo minhas mãos como inocente *
e caminho ao redor de vosso altar,
7 celebrando em alta voz vosso louvor, *
e as vossas maravilhas proclamando.
8 Senhor, eu amo a casa onde habitais *
e o lugar em que reside a vossa glória.

9 Não junteis a minha alma à dos malvados, *
nem minha vida à dos homens sanguinários;
10 eles têm as suas mãos cheias de crime; *
sua direita está repleta de suborno.

11 Eu, porém, vou caminhando na inocência; *
libertai-me, ó Senhor, tende piedade!
12 Está firme o meu pé na estrada certa; *
ao Senhor eu bendirei nas assembleias.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Salmo 27(28),1-3.6-9

Súplica e ação de graças

Pai, eu te dou graças, porque me ouviste (Jo 11,41).

1 A vós eu clamo, ó Senhor, ó meu rochedo, *
não fiqueis surdo à minha voz!
– Se não me ouvirdes, eu terei a triste sorte *
dos que descem ao sepulcro! 

2 Escutai o meu clamor, a minha súplica, *
quando eu grito para vós;
– quando eu elevo, ó Senhor, as minhas mãos *
para o vosso santuário.

3 Não deixeis que eu pereça com os malvados, *
com quem faz a iniquidade;
– eles falam sobre paz como seu próximo, *
mas têm o mal no coração.

6 Bendito seja o Senhor, porque ouviu *
o clamor da minha súplica!
7 Minha força e escudo é o Senhor; *
meu coração nele confia.
– Ele ajudou-me e alegrou meu coração; *
eu canto em festa o seu louvor.

8 O Senhor é a fortaleza do seu povo *
e a salvação do seu Ungido.
9 Salvai o vosso povo e libertai-o; *
abençoai a vossa herança!
– Sede vós o seu pastor e o seu guia *
pelos séculos eternos!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Por minha vida, diz o Senhor,
não quero a morte do pecador,
mas que ele volte e tenha vida.


Leitura breve Cf. Jr 3,12b-14a

Voltai, é o Senhor que chama, não desviarei de vós minha face, porque eu sou misericordioso,
não estarei irado para sempre. Convertei-vos, filhos, que vos tendes afastado de mim, diz o
Senhor.

V. Desviai o vosso olhar dos meus pecados.
R. E apagai todas as minhas transgressões!

Oração

Concedei, ó Deus, que vossos filhos e filhas se preparem dignamente para a festa da Páscoa, de modo que a mortificação desta Quaresma frutifique em todos nós. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.